Curiosidades sobre o sal de cozinha

Postado em: 13/11/2014 às 21:14 por admin - curiosidades

O sal comum, chamado também de sal de cozinha ou sal de mesa, é quimicamente conhecido como cloreto de sódio (formado da reação do ácido clorídrico com a soda cáustica – propriamente um ácido e uma base).

A função do sal no organismo humano é controlar as substâncias que entream e saem das células. Graças a ele, a quantidade de nutrientes e água das células estão sempre regulados.
O sal tem um significado religioso para muitos povos. É o caso dos judeus, que consideram o sal símbolo da aliança de Deus com o ser humano. O pão do sabá é sempre molhado em sal. Aliás, tanto os judeus quanto os muçulmanos usam o sal para afastar o mau-olhado.
Os romanos costumavam pagar suas legiões com sal. Foi daí que nasceram as palavras soldo, salário e soldado. Soldado era o legionário que recebia o salário em sal.

Os egípcios costumavam usar sachês de sal grosso para retirar a umidade do corpos dos mortos durante o processo de mumificação.

Uma das principais causas da hipertensão é o excesso de sal no organismo. Com muito sal na circulação sanguínea, o organismo retém mais água, provocando aumento no volume de sangue. O excesso de sal também provoca contração nas paredes das arteríolas, prejudicando a passagem do sangue.

A diferença entre o sal refinado e o sal grosso está no processo de refinamento. O sal de cozinha comum é lavado, moído, centrífugado, seco em alta temperatura e peneirado. Ele também recebe iodo antes de ir para a embalagem. Já o sal grosso mantém essa aparência por que o processo de recristalização é mais lento.

O iodo (ou iodato de potássio) é acrescentado ao sal a fim evitar uma doença da tireóide chamada bócio.

Sal na pele do sapo irrita, dói e provoca sufocamento no animal. Ele pula como um louco. Mas por quê o sal faz tanto mal para os sapos? Simples, porque eles respiram pela pele. O sal “rouba” água do organismo e atrapalha a respiração do bicho.

Tipos de sal de cozinha: Qual é o melhor para a saúde?

Postado em: 13/10/2014 às 21:09 por admin - sal

Os registros do uso do sal remetem a cinco mil anos. Escasso e precioso, o sal era vendido a peso de ouro. Em diversas ocasiões, foi usado como dinheiro. Entre os exemplos históricos mais conhecidos está o costume romano de pagar em sal parte da remuneração dos soldados, o que deu origem à palavra salário. Interessante né?

No organismo o sal equilibra o meio aquoso de nosso corpo, facilita a troca de água entre as células e seu meio externo, ajudando na absorção de nutrientes e na eliminação de detritos. O sódio é necessário na transmissão dos impulsos nervosos e na contração muscular, inclusive nas batidas do coração.

O sal não é apenas aquele que adicionamos aos alimentos, mas também aquele que está presente em conservas, embutidos, enlatados, dando sabor ou conservando os alimentos. Por isso preste bastante atenção na hora das compras. Leia sempre o rótulo e veja a quantidade de sódio dentro daquele produto.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que um adulto deva consumir por dia, no máximo 6g de sal de cozinha – o que equivale a uma colher (chá) de sal, que a gente adiciona e de sal que já existe no alimento.

E qual sal usar? Abaixo algumas explicações que podem facilitar sua escolha.

Sal refinado
O sal de cozinha ou refinado, formado por cloreto de sódio (NaCl) é o sal mais comum. É retirado das salinas, passa por um processo de refinamento, onde acontece adição de substâncias químicas, ele fica mais branquinho, soltinho, sua aparência fica melhor, mas não seu aspecto nutritivo. É que neste processo, muito de seu valor nutricional é perdido, e muitas das substâncias químicas adicionadas permanecem no produto final.

O único elemento adicionado neste tipo de sal que é bom para a saúde é o iodo que previne o bócio, abortos prematuros, retardos mentais. Mas na hora de escolher qual tipo de sal, prefira o sal marinho e o sal in natura, pois estes também possuem iodo em suas composições.

No organismo, o cloreto de sódio se dissolve nos líquidos corporais, ou seja, na água do organismo. Então, quanto maior é a ingestão de sal de cozinha, mais líquidos serão necessários para dissolvê-lo, ocorrendo retenção de líquidos no corpo como um todo e aumentando a pressão arterial (hipertensão). Por isso a sede que sentimos quando comemos alguma coisa salgada. Precisamos de água (liquido) para dissolvê-lo.

Sal light
O sal light também é retirado das salinas e passa por refinamento, mas é formado por cloreto de potássio e cloreto de sódio. Com esta mistura, quando este sal é ingerido, ele fica menos tempo no organismo e diminui, assim, a retenção de água. Conclusão: Este tipo de sal é bem mais balanceado que o de cozinha e ideal para os hipertensos, já que não fica tanto tempo no organismo e a pressão arterial não se eleva. Já para os doentes renais não é o ideal, porque os rins podem acumular potássio, podendo levar a problemas cardíacos.

Sal marinho
O sal marinho é o melhor deles, pois é um produto obtido pela evaporação da água do mar, não passa pelo refinamento, e contém aproximadamente 84 elementos – dentre eles: iodo, enxofre, bromo, magnésio, cálcio.

Sal mineral
O sal mineral (também muito bom) apenas difere do marinho quanto à sua fonte. Este é extraído de minas subterrâneas e também possui naturalmente inúmeros elementos na sua composição, que permanecem no produto até o final e que fazem bem à saúde.

Outros tipos encontrados no mercado

Sal grosso
Produto natural, não passa pelo refinamento e é apresentado na forma que sai da salina.

Sal kosher
Sal com cristais grossos e irregulares podendo ser extraído de mina ou do mar, desde que sob supervisão de rabinos. Como sua granulação é mais grossa, é preferido pelos chefes de cozinha, pois adere com maior facilidade à superfície de carnes.

Sal de Guérande
Considerado o melhor do mundo, esse sal tem produção artesanal. Extraído na cidade de Guérande (França) é um condimento caro. A versão especial desse sal é a chamada “fleur du sel”, ainda mais rara.

Gersal
É muito utilizado na cozinha macrobiótica. Trata-se do sal misturado com sementes de gergelim tostadas e amassadas.

24 maneiras de usar o sal de cozinha na limpeza

Postado em: 13/09/2014 às 18:03 por admin - Cozinha, curiosidades, dicas

Alguns dos produtos que costumam ser estocados no armário de comida também poderiam perfeitamente ser guardados no armário de produtos de limpeza. Vendidos a baixo custo, o vinagre, o limão e o bicarbonato de sódio estão entre os itens mais conhecidos que não podem faltar na cozinha e servem como aliados na hora da limpeza.

O que muita gente não sabe é que o sal, somado a esses produtos ou simplesmente diluído em água, também é um poderoso agente de limpeza. Usando o sal para limpar sua casa, você poupa seu bolso e a natureza de resíduos de produtos industrializados nocivos ao meio ambiente. Veja, a seguir, 24 receitas para usar o sal na limpeza diária de sua casa.

Sal puro

Algumas pitadas de sal de cozinha podem servir como desodorizadores eficientes ou evitar que manchas se fixem nos tecidos.
Para tirar o mau cheiro dos sapatos, especialmente dos tênis, coloque cerca de duas colheres de sal em cada pé e esfregue um pouco. Depois leve ao sol por 30 minutos.
O sal também pode ser usado para retirar o cheiro de cebola das mãos e das garrafas térmicas e “squeezers” que ficaram fechados por muito tempo. Basta aplicar uma quantidade suficiente de sal, esfregar um pouco e depois enxaguar.
Ferver o leite em vasilhames de alumínio deixa uma sujeira difícil de ser removida. Para facilitar sua tarefa, aplique um pouco de sal e deixe descansar por alguns minutos. Depois remova com uma esponja. A dica também é válida para ajudar na limpeza de ovos fritos que grudam nas frigideiras.
Logo depois de ter derramado alimentos gordurosos sobre tecidos, aplique um punhado de sal sobre a mancha para evitar que ela não se espalhe. O mesmo vale para acidentes com vinho sobre o sofá: aplique sal e deixe descansar por 15 minutos para que ele absorva o excesso da bebida.
Se tiver usado panelas de ferro para preparar alimentos gordurosos, polvilhe um pouco de sal, deixe descansar por alguns minutos e retire o excesso do sal com um papel toalha. Assim, a limpeza fica muito mais fácil. O sal também ajuda a retirar manchas escuras deixadas por chá e café nas xícaras de louça.

Sal + vinagre + farinha de trigo
Peças de decoração feitas de metal, estanho, bronze e cobre, bem como pias e maçanetas de portas podem ganhar brilho extra quando submetidas à limpeza com pasta de sal. Misture partes iguais de sal, farinha de trigo e vinagre e deixe de molho por três horas. Depois tire o sal com uma escova macia e passe um pano para lustrar.

Sal + amido de milho + água
O sal também pode poupar seu gasto com argamassa para tampar os indesejáveis buracos deixados pelos quadros. Isso porque uma pasta de partes iguais de sal, amido de milho e água é ideal para fechar buracos pequenos e rasos feitos nas paredes.

Fonte: bBEL

Receita de bolo de batata

Postado em: 27/08/2014 às 13:42 por admin - Cozinha, culinaria, curiosidades, dicas

Preparo: Rápido (até 30 minutos)

Rendimento: 6 porções
Dificuldade: Fácil
Categoria: Torta salgada e quiche
Calorias: 318 por porção

Ingredientes

· 2 pacotes de purê de batata prontos (à venda nos supermercados)
· 2 ovos
· 1/2 xícara (chá) de queijo ralado
· 200 g de presunto cozido
· 1 lingüiça-calabresa defumada
· 1 colher (café) de manjericão picado
· 1 colher (chá) de salsinha picada
· 100 g de bacon em cubinhos
· Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Prepare o purê conforme as instruções do fabricante. Retire do fogo e junte os ovos, 2 colheres (sopa) de queijo, o sal e a pimenta. Mexa bem e reserve. Triture o presunto em um processador com a lingüiça sem pele e tempere com o manjericão e a salsinha.

Em uma fôrma de aro removível forrada com papel-alumínio faça uma camada com metade do purê. Espalhe o recheio de presunto e aperte bem com as costas de uma colher. Cubra com a outra metade do purê e polvilhe a superfície com o bacon e queijo ralado restante. Leve ao forno médio preaquecido até começar a dourar ligeiramente.

Dica: O resultado será o mesmo se você usar purê de batata caseiro.

Diferentes usos do sal na limpeza

Postado em: 13/08/2014 às 14:15 por admin - curiosidades, dicas

O sal também pode ser aliado da dona de casa na hora da limpeza.

Limpeza da cozinha

Para limpar gordura das panelas de ferro, espalhe um pouco de sal na panela e deixe descansar por um tempo. Depois disso, retire o excesso de sal com um papel toalha e a lavagem da panela ficará bem mais fácil.

Para remover as manchas escuras que o café e o chá deixam nas xícaras de louça, você também pode usar essa mesma técnica com o sal.

Para eliminar manchas de vinho tinto de tecidos, primeiro retire o máximo de líquido possível da área onde foi derramada a bebida. Jogue sal na mancha e deixe descansar por quinze minutos. Depois desse tempo, o sal ficará rosa, pois deverá absorver o resto de vinho que ficou no tecido. O próximo passo é limpar a mancha com uma solução de uma xícara de água e outra de vinagre.

O sal também pode ser utilizado para diminuir o cheiro ruim de garrafas térmicas e garrafas “squeeze”. Deixe uma colher de sal dentro da garrafa e aguarde alguns minutos. Em seguida, enxágue a garrafa e lave normalmente com sabão de sua preferência.

Limpeza do banheiro

Para limpar a pia, o vaso sanitário ou a banheira, você pode fazer uma mistura de água raz e sal. Aplique a pasta nas fixações esmaltadas e deixe descansar por quinze minutos para tirar o amarelo encardido. Depois disso, passe uma esponja úmida para limpar.

Para limpar o piso, adicione meia xícara de sal em um balde com água morna. Aplique a mistura com um esfregão e depois enxágue o chão.

Limpeza de sala e quartos

Para limpar tapetes e carpetes com manchas de gordura ou vinho, retire o máximo possível do líquido presente na mancha e a cubra com sal. Deixe descansar e depois remova o sal e limpe conforme as instruções do fabricante do tapete.

Para dar brilho em peças decorativas feitas de bronze, prata, cobre, estanho, faça uma mistura com partes iguais de sal, farinha de trigo e vinagre. Aplique e deixe descansar. Remova o sal com uma escova macia e passe um pano seco em seguida para dar brilho à peça.

Pitadas de sal nos tecidos ajudam a retirar o mau cheiro, servem como desodorizadores. Para tirar o mau cheiro de sapatos, coloque duas colheres de sal em cada par. Esfregue bem e depois deixe no sol por meia hora para eliminar o chulé.

Agora que você conhece outros usos do sal, pode começar a diminuir seu consumo nas refeições e aumentar o uso do sal na limpeza da casa. Assim você evita a ingestão excessiva de sal e o uso de produtos químicos na hora da faxina.

Via Dicas de Mulher

Sal contra a Dengue

Postado em: 06/08/2014 às 12:46 por admin - curiosidades, dicas

Dentre os cuidados que podem ser adotados para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, o uso de produtos caseiros, como o sal, é um dos mais recomendados, por ser um método de combate eficaz e de baixo custo.

Adicionado na dosagem certa, o sal torna a água imprópria para a reprodução do mosquito, através de sua ação larvicida, que evita o desenvolvimento de larvas em locais com água parada.

Saiba como usar o sal ao combate a dengue:


Recipiente: Pingadeira sob vaso de planta
Recomendações: 
• Eliminar a água acumulada depois de regar as plantas e escovar a pingadeira.
• Colocar 0,5 colher (sopa) de sal, toda vez que esvaziar a pingadeira.

Recipiente: Pneus
Recomendações:
• Guardá-los secos em local coberto.
• Quando precisarem permanecer ao relento, tratá-los com 1 copo cheio de sal.
• Furá-los no mínimo em 6 pontos diferentes, mantendo-os na posição vertical.
• Quando utilizados como balanço, é suficiente um único furo no seu nível mais baixo.

Recipiente: Piscina
Recomendações: 
• Em períodos de uso, efetuar o tratamento adequado incluindo cloro.
• Para piscina sem sistema de filtragem de água, pode-se adicionar sal conforme tabela abaixo.

Recipiente: Vaso sanitário sem uso
Recomendações: 
• Mantê-los sempre tampados.
• Caso não possua tampa, acionar a descarga 2 vezes por semana.
• Adicionar 02 colheres (sopa) de sal, sempre que for acionada a descarga.

Recipiente: Ralos para água de chuva com rebaixamento (caixa para acúmulo de areia).
Recomendações: 
• Adicionar sal após cada chuva ou após escoamento da água de lavagem do local.
• Adicionar água sanitária, sabão em pó ou detergente semanalmente.

Recipiente: Armadilha para formiga do tipo vasilhame com água.
Recomendações: 
• Completar a água da armadilha utilizando sempre água com sal (0,5 colher de sopa para cada copo d’ água).

Tabela para uso de sal de cozinha no controle de larvas Aedes aegypti*
Quantidade de Água Quantidade de Sal
1 copo 0,5 colher (sopa)
1 litro 2 colheres (sopa)
5 litros 10 colheres (sopa)
50 litros 1 Kg
100 litros 2 Kg
200 litros 4 Kg
300 litros 6 Kg
400 litros 8 Kg
500 litros 10 Kg

* Quantidade de sal a ser colocado em recipientes fixos e com água não destinada para consumo humano.

Por que se usa sal, açúcar e água na preparação do soro caseiro?

Postado em: 16/07/2014 às 12:48 por admin - Cozinha

A receita é simples: 1 litro de água, 2 colheres (sopa) de açúcar, e 1 colher (chá) de sal. Quando se tem uma infecção intestinal o corpo perde grande quantidade de água, causando tamanha desidratação que pode levar à morte, principalmente crianças. O segredo da eficácia do soro é que sua composição simula o líquido que temos dentro do organismo. “Esse líquido é composto de água, mais sódio e glicose – elementos presentes, respectivamente, no sal e no açúcar. Assim, o soro caseiro equilibra o meio interno simulando o que acontece dentro do corpo”, diz o pediatra Adalberto Stape. A glicose é uma fonte energética que auxilia a absorção do sal, cuja composição atrai as moléculas de água, fazendo com que ela se mantenha dentro dos vasos.

Sal e açúcar são, portanto, como portas de entrada da água nas células do organismo. “Sem a mistura, a ingestão da água pura não hidrata, pois o corpo não consegue reter o líquido”, afirma o pediatra Luiz Afonso Mariz.

RECEITA DO SORO CASEIRO

1 litro de água filtrada

2 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (chá) de sal

Rendimento: 4 copos

 

Os poderes do sal grosso

Postado em: 09/07/2014 às 12:36 por admin - antt

MODO DE TOMAR O BANHO DE SAL GROSSO

Após seu banho convencional, deixe um punhado de sal grosso escorrer do pescoço para baixo, embaixo da água da ducha, ou misturando-se ele à água dentro de um vasilhame. Uma opção que agrada muitas pessoas, é colocar um punhado de sal grosso dentro de uma meia, e repousar esta na nuca (atrás do pescoço) debaixo da ducha. De preferência para os banhos na fase da Lua Cheia, utilize velas no banheiro, e se quiser ativar sua intuição, apague as luzes do banheiro.

BENEFÍCIOS DE BANHOS E ESCALDA PÉS

 Fisiológicos: Ajuda a desintoxicar o corpo e afastar os vírus. Estimula a circulação natural para a melhoria da saúde. Ajuda a aliviar o pé do atleta, calos e calosidades. Relaxa a tensão, dores musculares e nas articulações. Ajuda a aliviar artrite e reumatismo. Ajuda a aliviar a dor lombar crônica

 Benefícios estéticos: Tira as impurezas da pele. Alivia irritações da pele como psoríase e eczema. Alivia comichão, ardor e picadas. Suaviza e amacia a pele. Incentiva a pele a se renovar. Ajuda a curar as cicatrizes. Restaura o equilíbrio e a umidade da pele.

 Ocupacional: Alivia o cansaço, os pés doloridos e os músculos da perna. Alivia a tensão nas mãos e punhos. Ajuda a aliviar lesões no desporto.

 Psico-física: Proporciona um relaxamento profundo. Ajuda a aliviar o estresse e tensão.

Benefícios do Sal

Postado em: 25/06/2014 às 13:57 por admin - Cozinha
Na medida certa: utilize o sal para seu benefício

Quem não gosta de uma comida com um tempero mais apurado, que faça com que tenhamos água na boca ao sentir o aroma de determinado prato?

Para este um sabor mais apurado, geralmente o sal é um dos componentes mais utilizados. Apesar de ser essencial para saúde, pois auxilia na manutenção do equilíbrio hídrico e o funcionamento regular das células, é importante consumir com moderação. Para falar sobre isso, o Portal De Bem com a Vida ouviu a nutricionista Maristela Bassi Strufaldi, educadora em Diabetes pelo International Diabetes Federation/ Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e Associação Diabetes Brasil (ADJ).

Portal De Bem com a Vida: Qual a importância do sal de cozinha para a nossa saúde?

O sal de cozinha é composto por 40% de sódio, um nutriente essencial para nosso organismo, o qual contribui para a regulação osmótica dos fluídos e atua na condução de estímulos nervosos e na contração muscular. Entretanto, seu consumo excessivo está associado ao desenvolvimento da hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais e outras doenças que estão entre as primeiras causas de internações e óbitos no Brasil e no mundo.

Portal De Bem com a Vida: Qual é a quantidade recomendável por dia?

De acordo com o Guia Alimentar da População Brasileira e a Organização Mundial da Saúde, o consumo máximo de sal por dia não deve ultrapassar 5g, o que equivale à 2000mg de sódio / dia. Em medida caseira, isso representa uma colher de chá de sal. É importante lembramos que os alimentos que consumimos possuem o sódio intrínseco, já presente nos alimentos, sem ter adicionado sal propriamente dito.

Via: www.portaldebemcomavida.com.br

 

Diferenças entre os sais marinho, grosso e light

Postado em: 18/06/2014 às 13:00 por admin - curiosidades

Sal marinho, sal grosso, sal light… Qual são as principais diferenças entre eles? Será que pode usar qualquer um desses na dieta?  Qual é o mais adequado para quem quer perder peso? Tire essas dúvidas aqui:

Sal marinho
Esta é a opção mais saudável para cozinhar, de acordo com a nutricionista Gabriela Maia, em entrevista à revista BONS FLUIDOS. Explica-se: o produto não passa pelo processo de refinamento, garantindo em sua composição nutrientes como flúor, enxofre, cálcio, magnésio e iodo natural. E não contém aditivos, como o sal refinado – considerado o menos saudável – que, além de perder todos os nutrientes originais, recebe antiumectantes pra mantê-lo branquinho e solto.

Sal grosso
É um produto não refinado apresentando na forma que sai da salina, sem passar pelo processo de moagem. É tão saudável quanto o marinho, mas como tem grãos muito grandes, não é adequado para o uso diário. Na culinária é muito usado em churrascos, carnes assadas  e peixes.

Sal light
O produto tem 50% de cloreto de sódio substituído por cloreto de potássio. É indicado para quem precisa diminuir a ingestão de sódio, como os hipertensos ou portadores de insuficiência cardíaca. Também é válido para reduzir a retenção de líquido e o inchaço (bom para quem quer perder peso). Mas atenção: ele deve ser evitado por pessoas com problemas renais, que devem ter a ingestão de potássio regulada.

(Com reportagem de Maria Carolina Bairo para a revista BONS FLUIDOS)